segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

CANJA DE POMBO


Se preferir, pode ser de pomba, mas estes eram machos e não queremos enganar ninguém!




INGREDIENTES:

2 Pombos;
1 Cebola;
1/2 colher (café) de caril;
Salsa;
50g de massinhas de letras ou pevide;
Sal q,b,

PREPARAÇÃO:

Arranje os pombos e coza-os na panela de pressão em água temperada com sal, juntamente com a cebola e o caril no mínimo 1 hora. Quando estiverem cozidos, retire-os assim como á cebola. Adicione a massa ao caldo rectifique os temperos e deixe ferver até cozer. Entretanto desosse os pombos, desfie a carne e junte ao caldo e no momento de servir polvilhe com salsa.

Em dias frios, chuvosos, nada como uma canjinha quentinha e cama! sonhar com um camarão à Moçambique ou um cherne à lagareiro :D


quinta-feira, 23 de novembro de 2017

POMBOS BRAVOS ESTUFADOS À NOSSA MODA (1)


O que uma mulher tem de sofrer para comer pombos. Foram dias e dias em que o Pitucho esteve ausente do lar. Primeiro, para ir à caça; depois, para depenar os pombos; em seguida, desapareceu com a desculpa que tinha de estudar a receita com o seu companheiro de culinária, e - ainda! voltou a ausentar-se para 2 dias de confeção do prato.

Resumindo e concluindo, eu estava doida para dar uma dentada, não sei é se a dava  - a dentada - no Pitucho ou nos pombos!

Mas prontos, os pombos é que pagaram e se não comeram mais pombos não foi por falta de sabor ou de quantidade.
Estava tudo maravilhoso no almoço de degustação dos mesmos.

Aqui fica a recita, com os meus comentários a azul:



Ingredientes

 5 pombos (agora fiquei baralhada, porque sempre ouvi falar em 33!);   
  150 gr. de cogumelos frescos;      
   1 colher de café de cominhos;        
16 dentes de alho;   
  2 cebolas;                                       
       piri-piri q. b.;                                        
8 c. sopa de massa de pimentão;   
    1 ramo de salsa;                                
        açaflor q. b.;                  
sal q. b.;                                       
      água q. b.;                                     
                 1 colher de chá de mostarda;                 
1 copo de vinho branco;                
    6 colheres de sopa de banha;              
    5 fatias de pão velho;
150 gr. de toucinho fumado;          
    1 folha de louro;                             
  azeite q. b..                                  




 Confeção:

Depene, chamusque e abra os pombos (pela parte posterior, para os peitos ficarem intactos - com que então peitos intactos...), limpando-os e reservando os miúdos.
Pique os dentes de alho, triture metade deles no almofariz e reserve a outra metade; misture-os com a massa de pimentão, tempere com sal e com vinho branco de qualidade (com Verdelho do Pico, de preferência), envolva até a pasta ficar homogénea, esfregue com ela os pombos e deixe-os a marinar durante um dia ou uma noite.
Mantenha os fígados inteiros, corte os corações e os fígados em pedaços, elimine o excesso de gordura do toucinho fumado, corte-o em pequenos cubos, lamine os cogumelos, pique as cebolas e a salsa e reserve tudo.
Reservando a marinada, retire dela os pombos, coza-os em água numa panela de pressão, durante 40 minutos, contados a partir do momento em que o vapor começar a sair à pressão, ponha de parte os pombos e reserve a água da cozedura.  
Num tacho de fundo amplo (para depois poder mexer e envolver devidamente o estufado), aqueça a banha, coloque nela os cubos de toucinho fumado, aloure-os, retire-os e reserve-os.
Na gordura resultante da fritura dos cubos de toucinho fumado, sele os pombos (o Masterchef Austrália está a dar frutos), vá-os virando, para não se queimarem e para ficarem uniformemente alourados e reserve-os.
Na mesma gordura refogue a cebola e, quando esta começar a alourar, refogue também o alho picado que reservou, a salsa, o louro e os cogumelos, acrescentando mais banha, se necessário.
Adicione a marinada ao refogado, junte os fígados, os cubos de toucinho fumado e os pombos, cubra com a água da cozedura, tempere com os cominhos, com piri-piri, com uma pitada de açaflor e com a mostarda (de preferência de Dijon - o Pitucho tem fetiche por marcas e quantidades específicas), envolva, rectifique o sal e deixe apurar, em lume brando, até o molho ficar com a espessura que deseja.
Entretanto, para acompanhamento dos pombos, confecione um arroz de miúdos com os pedaços dos corações e das moelas que ainda mantém reservados.
Frite as fatias de pão em azeite e proceda ao empratamento, principiando por colocar uma fatia de pão frito no prato, vertendo molho, a gosto,  sobre ela, pondo em cima um pombo e guarnecendo com o arroz de miúdos.
*  *  *

(1) À Nossa Moda significa À Moda do Carlos Fraião e do Paulo Lopes, os quais, no dias 25 a 28 de Setembro de 2017 (estão a ver como eu tinha razão) se juntaram e organizaram para elaborar e cofecionar, em conjunto, esta receita, pelo que ambos foram e são, num plano de rigorosa igualdade, os autores da mesma, decorrendo a sequência da enunciação dos nomes que aqui constam tão só do cumprimento de um critério de ordem alfabética.       

É só estilo:





Por incrível que pareça, nem eu nem o Pitucho tirámos foto aos pombos, o Sr. Carlos não tirou foto, a D. Conceição não tirou foto, o Comissário, o Engenheiro, a Fadista não tirou foto; o vizinho do lado não tirou foto! - ah o vizinho tem uma boa desculpa, é que não estava lá!
Esta foto foi duma entrada feita só com as coxinhas dos pombos.

Pode experimentar, que vai gostar!
     

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

CHAMBÃO GUISADO EM VINHO TINTO COM COGUMELOS


Uma ideia nova para surpreender familiares e amigos.
A minha Pitucha ficou deveras surpresa, mas mais com a loiça que escolhi para servir a refeição!



INGREDIENTES:

- Chambão de vaca, 1,200kg;
- Toucinho, 250g;
- Cogumelos frescos, 80g;
- Cebola média, 1 ;
- Alho, 4 dentes;
- Caldo de carne, 3 chávenas;
- Azeite, q,b,;
- Farinha, q,b,;
- Mostarda Dijon, 1 colher de sopa;
-Vinho tinto, 2 chávenas;
-  Tomilho fresco, 2 Ramos;
- Louro, 2 folhas verdes;
- Batata, 300g;
- Cebola cipollini, 350g;
- Massa fusilli, 500g;
- Endro, q,b,;
- Cenoura, q,b,;
- Sal,q,b,;
- Pimenta, q,b,


CONFEÇÃO:

Comece por cortar o toucinho em cubinhos e de imediato colocar no tacho para derreter a gordura.
Cortar o Chambão em pequenos cubos e temperar com sal e pimenta generosamente enquanto o toucinho aloura.
Quando achar que o toucinho está no ponto, reserve o mesmo num recepiente deixando a gordura no tacho.
Colocar a carne em cubos já temperada na gordura do toucinho e deixe alourar por uns minutos.
Entretanto, corte os cogumelos frescos, pique a cebola e os alhos  e reserve.
Depois da carne ficar alourada a seu gosto (selada de ambos os lados) reserve a mesma numa tigela.
No mesmo tacho, junte à gordura que ainda existe uma chávena de caldo de carne e deixe ferver durante 1 ou 2 minutos, este caldo junte à carne que reservou.
Nesta fase, colocar uns fios de azeite no tacho para refogar a cebola e o alho até alourar, depois juntar os cogumelos e deixe fritar uns 3 minutos até começarem a ficar macios. 
Depois para engrossar o nosso guisado, junta se 2 colheres de sopa de farinha, tem de cozer para ficar degustável, neste seguimento juntar 1 colher de sopa de mostarda Dijon e 2 chávenas de caldo de carne para dar mais sabor, mexer tudo muito bem, junte a carne que reservou com 2 chávenas de vinho tinto, o tomilho fresco e as folhas de louro, deixar cozer tapando o tacho durante 1h30 minutos.
Atingido este tempo, juntar as batatas paulitadas que levará mais 25 minutos a cozer e as cebolas cipollini, ( pode se usar outro tipo de cebola, como por ex: Pérola, roxa ou as brancas).
Por último, acrescentar no guisado os pedacinhos de toucinho e apagar o lume.
Acompanha-se este prato com massa Fusilli e decore com raspas de cenoura e Endro picado.



Bom Apetite

PS- e pergunta-me o que é cebola cipollini?! e eu respondo, é esta:







quarta-feira, 19 de abril de 2017

FAVAS À TINA

Mais uma maravilha da culinária que a minha amiga Tina me deu a conhecer.
Nunca pensei que uma receita tao simples, pudesse ser tão boa e viciante.
Ainda estou a sofrer os efeitos destas favas, porque não conseguia parar de repetir!

Ingredientes:

Favas congeladas ou frescas (a quantidade é conforme o nº. de pessoas)
Enchidos a gosto (usamos chouriço mouro, farinheira, chouriço de carne)
Azeite bastante
1 ramo de coentros para a cozedura e 1 ramo para colocar por cima depois de pronto
Dentes de alho
Sal qb

Cozer as favas com os coentros, dentes de alho e sal. Depois de cozidas, escorrer e reservar.
Fritar os enchidos, cortados às rodelas, em azeite abundante. É importante que tenha bastante azeite na frigideira, pois irá servir de molho.
A farinheira deve ser frita sozinha, pois tem tempo de fritura diferente dos outros enchidos.
Colocar os enchidos nas favas, bem como o azeite de os fritar.
Picar coentros por cima e deixar repousar 15min.



Eis o aspeto final:


Se pudesse sentir o cheiro, ia perceber do que é que estou a falar!

PS-quem não gosta de coentros não tenha problema. Eu não aprecio mas mal se dá pelo gosto deles.

BOLO DE CENOURA COM CREME DE QUEIJO

Mais uma tentação nesta Páscoa!




Não basta as amêndoas de chocolate branco a tirarem-me o juízo e tinha de fazer esta delícia para me atormentar.

A receita original leva nozes, canela, baunilha..., mas resolvi que ia ser o mais simples possível. Não me arrependo nada, pois ficou uma delícia. Ninguém lhe conseguiu resistir!

Ingredientes:

4 ovos inteiros
2 chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha
3 chávenas de cenoura raspada
1 chávena de óleo
1 colher de chá de bicarbonato de sódio

Preparação:

Raspar as cenouras e reservar.

Misturar os ovos com o açúcar até ficar um creme fofo. Juntar aos poucos o óleo. Misturar a cenoura e, por fim, a farinha e o bicarbonato.

Colocar numa forma untada e levar ao forno a cozer.

Creme/Recheio:

500gr açúcar fino
250gr manteiga
1 embalagem de queijo Philadelphia

Misturar muito bem estes ingredientes e rechear o bolo e cobri-lo com este creme.
Decorar a gosto, ou então torrar amêndoas laminadas e colocar por cima.




terça-feira, 18 de abril de 2017

FOLAR TRANSMONTANO


Ideia maravilhosa esta da minha grande amiga Tina, de nos juntarmos pela Páscoa para fazer coisas boas no forno a lenha.

Nunca tinha feito um folar, muito menos salgado, mas não me arrependo nada da experiência. Pelo contrário!, é para repetir!

Aqui fica então a receita gentilmente cedida pela Tina:

a primeira fase é aquecer o forno.


Ingredientes:

1 kg de farinha;
12 ovos;
1 dl de azeite;
100 g manteiga de massas (margarina) ou banha;
50 g de fermento;
½ cálice de aguardente
½ colher de sopa de sal;
250 g de enchidos de fumeiro (presunto, salpicão, bacon, chourição);





Preparação:

Massa:

Misture a farinha com os ovos, o azeite e a manteiga e amasse até ficar bem homogéneo (não leva água). Acrescente o fermento finamente desfeito e amasse até homogeneizar bem (aparecem bolhas na massa). Deixe a massa levedar durante cerca 30-40 minutos em local coberto, e morno. 

Recheio:

Cortam-se os enchidos em fatias não muito grossas.

Acabamento:

Estica-se a massa sobre uma superfície oleada (untamos com azeite), até ter 2-3 cm de altura. Coloca-se o recheio e enrola-se a massa tipo torta, em forma de rolo. Coloca-se num tabuleiro untado e deixa-se levedar durante cerca de 10 minutos (não leva pintura).






Cozedura:
Aqueça o forno a 200 ºC. Deixe cozer durante cerca de 30-40 minutos até estar loiro e ter consistência de pão cozido.


Maravilha!


Yummi!


Dica: Colocar bastantes enchidos. 250gr parece muito mas depois torna-se pouco.
Vá por mim, 500gr é o ideal ;)

segunda-feira, 27 de março de 2017

SOPA DE SARGO


SOPA DE SARGO


Pode ser feita com qualquer peixe a seu gosto, mas neste caso utilizei o Sargo fresquinho, apanhado no dia pelo meu enteado André.
Ser açoriano tem destas coisas. 



INGREDIENTES:


2 Sargos cozidos, quanto maiores melhor;
1 cebola média picada;
Caldo do peixe cozido; 
4 dentes de alho picados;
400g de batata picadas em pedaços pequenos;
2 tomates médios;
Sal, pimenta, açafrão a gosto:
1 papo seco (pode ser do dia anterior) cortadinho em quadradinhos; 
Água.


Preparação:


Refogue a cebola e o alho no azeite.
Depois, ponha o peixe, o caldo e as batatas picadas não cozidas. O total de caldo deve ficar entre 1 litro a 1,5 litro. Como normalmente não sobra tanto caldo assim, deve-se completar com água.
Tempere com o sal, pimenta e açafrão e ponha os tomates picados.
Tape a panela e deixe no fogo alto até a água ferver. Quando ferver, baixe o fogo  por 40 minutos e sirva.
Se quiser, pode fritar em azeite os quadradinhos do papo seco para comer com a sopa.

BOM APETITE